Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Sábado, 23 de Janeiro de 2021
 

Blockchain em 2021: acessibilidade, autenticidade e inteligência artificial - 13/01/21

Indique - Contato - Compartilhar:


*Por Gari Singh, Distinguished Engineer e CTO de IBM Blockchain


Apesar dos desafios, a pandemia também acelerou a necessidade de maior resiliência da cadeia de suprimentos, credenciais de saúde digital e ecossistemas distribuídos que podem ajudar as organizações dos setores público e privado a manter o fluxo de produtos essenciais e coordenar respostas. Essas áreas de foco crítico surgiram em 2020, mas continuarão a influenciar o desenvolvimento e a adoção do blockchain nos próximos anos.

O uso da tecnologia blockchain continua a se consolidar. Aqui estão cinco previsões sobre como o blockchain pode nos ajudar a voltar ao normal em 2021:

• Retornar ao local de trabalho acelera o uso de credenciais digitais de saúde: A COVID-19 também acelerou a necessidade de credenciais digitais de saúde que permitem às pessoas verificar seu estado de saúde com seus empregadores ou como um pré-requisito para viagens ou atividades recreativas. Enquanto essas iniciativas já estavam em andamento como um meio de dar aos cidadãos um maior controle sobre o gerenciamento de seus dados pessoais e de saúde, a COVID-19 trouxe um maior incentivo para que provedores de verificação, governo e fornecedores colaborem para construir a infraestrutura digital necessária para dar suporte ao uso dessas credenciais.

Por essas razões, as plataformas de credenciamento digital de saúde, como o IBM Digital Health Pass, estão prontas para adoção, projetadas para permitir que as organizações que precisam verificar o estado de saúde de uma pessoa o façam enquanto protegem a privacidade pessoal.

• Inteligência artificial e automação liberam valor adicional: Inteligência artificial e automação podem ajudar a desbloquear mais valor quando integradas aos dados confiáveis que blockchain fornece. Por exemplo, o módulo Freshness d a IBM Food Trust pode recomendar produtos para recall das prateleiras das lojas conforme sua data de validade. A IBM Sterling Supply Chain Suite usa análises avançadas e inteligência artificial para ajudar as organizações a manter a visibilidade do inventário durante o pico de demanda, por exemplo, automatizando pedidos de reposição quando certos limites de demanda são atingidos ou selecionando o método de envio mais sustentável ou com melhor custo-benefício. Ao mesmo tempo, o log digital de blockchain oferece um maior entendimento da estrutura por trás da IA, reduzindo a desconfiança e o mistério que muitos atribuem à tecnologia.

Combinamos as duas tecnologias para aumentar a eficácia de várias soluções IBM, incluindo IBM Food Trust, Blockchain Transparent Supply e TradeLens. O resultado? Soluções complementares de aprendizagem contínua, com níveis mais elevados de dados, análises, transparência e segurança.

• A acessibilidade de blockchain pode ser sentida no supermercado: Uma barreira mais baixa para a entrada de blockchain vai acelerar sua adoção em toda a cadeia de abastecimento alimentar, resultando em mais produtos controlados por blockchain se tornando visíveis em supermercados e no ponto de venda.

Ao longo do último ano, os custos e prazos para obter um retorno positivo do investimento em blockchain continuaram a diminuir, à medida que o blockchain foi integrado a outras soluções e as empresas se beneficiaram com mais opções e especificidade nas redes à sua disposição. A maior flexibilidade da rede por meio da nuvem híbrida e a capacidade de escalar para atender à demanda permitiu que as organizações percebessem valor rapidamente. De acordo com um estudo do IBM Institute for Business Value em maio de 2020, 41% das organizações relataram um retorno positivo sobre o investimento (ROI) em suas iniciativas de blockchain.

Além de ecossistemas como o IBM Food Trust, a maior rede não criptografada do mundo que rastreia milhares de produtos alimentícios, hospedada na nuvem IBM, e o IBM Blockchain Transparent Supply, que permite que as organizações criem suas próprias redes, os produtores de alimentos agora também podem optar por blockchains específicos do setor para produtos como vinho, frutos do mar e café. A escassez de produtos básicos de consumo durante a pandemia da COVID-19 enfatizou ainda mais a necessidade de maior visibilidade e resiliência da cadeia de suprimentos, e a adoção de soluções como IBM Sterling Supply Chain Suite pode ajudar a aumentar o rastreamento de mais produtos em blockchain em varejistas e supermercados.

• Cadeias de abastecimento de vacinas procuram âncoras de criptografia: À medida que o processo imensamente desafiador de distribuição global de vacinas está em andamento, a tecnologia blockchain pode ajudar a fornecer uma visão precisa do inventário e otimizar a alocação de vacinas. Além de proporcionar maior confiança e eficiência no fornecimento e distribuição das vacinas, também pode desempenhar um papel fundamental na manutenção da cadeia fria e ajudando a mitigar fraudes.

Entre 10 e 30% dos medicamentos nos países em desenvolvimento são falsificados, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças. Para atenuar o problema, os fornecedores de vacinas podem buscar tecnologias como âncoras criptográficas, que vinculam um identificador digital exclusivo a um objeto físico a uma propriedade dele que seja difícil de clonar, falsificar e transferir para outro objeto. Marcadores como nomes de marcas em pílulas, padrões de tecidos e até mesmo pistas ópticas podem estabelecer a autenticidade dos produtos e ajudar a manter a cadeia de abastecimento da vacina segura.

• A tokenização acelera a digitalização do estoque: A tokenização, ou representação digital de ativos físicos, ajudará a fornecer níveis adicionais de segurança e eficiência e, à medida que se torna mais comum, a próxima evolução da cadeia de suprimentos incluirá estoques totalmente digitalizados. Os estoques digitalizados podem aumentar a proveniência das cadeias de suprimentos, registrando o capital de giro das organizações e dando-lhes mais controle e conhecimento de seus ativos líquidos, para que possam tomar decisões mais informadas.

Os ativos digitais também podem reduzir drasticamente o número de intermediários e a papelada que a participação econômica geralmente requer, ao mesmo tempo em que abordam o problema de liquidez que afeta muitos ativos, como imóveis, obras de arte, metais preciosos ou metais industriais, cujos valores não são facilmente convertidos em dinheiro. Conforme as organizações se movem para aumentar a eficiência e reduzir custos, 2021 verá mais esforços para integrar o uso de tokens.

2020 foi um ano difícil. Mas a inovação em nosso setor não diminuiu. Em vez disso, os desafios de 2020 nos deram um foco mais claro para melhores maneiras para que o blockchain entregue valor, em um momento em que a confiança e a consistência são urgentemente necessárias. Desde a distribuição de vacinas e cadeias de abastecimento de alimentos e outros produtos essenciais, até as credenciais de saúde que nos permitirão entrar novamente em espaços compartilhados e retomar o trabalho presencial, o impacto do blockchain continuará a crescer em 2021.




Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Agenda

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados