Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020
 

Dicas da liquigás para a segurança no uso do gás em aquecedores de ambiente e de água - 31/07/20

Indique - Contato - Compartilhar:





DICAS DA LIQUIGÁS PARA A SEGURANÇA NO USO DO GÁS EM AQUECEDORES DE AMBIENTE E DE ÁGUA

Com os dias mais frios, é preciso atenção ao uso correto de aquecedores a gás para evitar acidentes

A Liquigás Distribuidora, comprometida com a segurança dos seus consumidores, traz dicas de segurança para o uso de aquecedores de ambiente e de água. São orientações importantes, principalmente nesse momento do ano em que os dias são mais frios e os equipamentos são utilizados com mais frequência.

Cada vez mais presentes nas residências, eles aquecem a água que sai dos chuveiros e das torneiras e podem ser usados também nos sistemas de calefação de ambiente, trazendo conforto para toda a família. Como todos os equipamentos que utilizam combustíveis, os aquecedores a gás liquefeito de petróleo (GLP) são totalmente seguros, mas é preciso atenção na escolha do equipamento, na instalação correta e na manutenção adequada para evitar a ocorrência de acidentes.

Dica 1 – Cuidado na instalação
Primeiro é preciso adquirir um equipamento que atenda às recomendações do Inmetro. A instalação deve ser realizada por uma empresa (ou profissional) que siga as normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, impreterivelmente.
O local da instalação deve ser bem ventilado e, exatamente por isso, o aquecedor deve ser colocado em um ambiente com boa passagem de ar. É fundamental que o equipamento conte com uma chaminé adequada para a vazão dos gases. Como regras gerais, devem existir aberturas fixas no ambiente, como as grelhas metálicas comuns em áreas de serviço de apartamentos. Essas aberturas são importantes para permitir a entrada de oxigênio no ambiente, uma vez que esse elemento é consumido na queima do gás.

Dica 2 - Atenção aos vazamentos
Os cuidados com os aquecedores são os mesmos que temos com os botijões de gás. Dentre esses cuidados, está a atenção aos vazamentos.
É preciso sempre verificar se o aparelho está funcionando de fato, ou se está apenas liberando gás sem que o sistema tenha sido acionado. Caso isso ocorra, há sérios riscos de explosão e incêndio.
Se houver suspeita de vazamento, o morador não deve acender luzes ou acionar outros equipamentos elétricos para não correr o risco de gerar faíscas.
Ao perceber o vazamento, o morador deve desligar imediatamente o aquecedor, fechar o gás, desativar toda a energia e arejar bem o ambiente. Ele não deve utilizar fósforos ou isqueiros para detectar vazamentos nos equipamentos ou instalações.
Mas se não for possível identificar o vazamento ou se o cheiro persistir, o morador deve abandonar o local e chamar os bombeiros.
No caso de se ausentar por períodos longos, é recomendável que mantenha os registros de gás fechados.

Dica 3 – Cuidado com o acúmulo de monóxido de carbono
O acúmulo de monóxido de carbono também deve receber especial atenção por parte do consumidor. O GLP não é tóxico, mas, assim como outros gases, produz monóxido de carbono durante a sua queima e se o aparelho estiver com problemas, pode ocorrer o seu acúmulo no interior da moradia e causar envenenamento, pois ele substitui o oxigênio dentro do sistema respiratório, causando asfixia. A falta de oxigênio pode causar queda de pressão arterial, enrubescimento, moleza, sonolência e náuseas em pessoas ou animais que estejam no ambiente.
Por isso, é imprescindível que os aquecedores estejam equipados com exaustores ou chaminés para que todo o produto da queima do GLP seja liberado ao ar livre. Se o imóvel não tiver aberturas fixas, é necessário sempre deixar uma fresta de janela aberta para renovar o ar.

Dica 4 – Atenção à cor da chama
A cor da chama piloto pode dizer muito sobre o estado do aquecedor, por isso recomenda-se sempre fazer essa verificação. O ideal é que esteja sempre num tom azulado.
Se na inspeção constatar que a chama está num tom mais alaranjado, o melhor a fazer é desligar o equipamento e contatar a inspeção de uma equipe técnica, pois pode significar problemas nos queimadores, como obstrução ou sujeira.

Dica 5 – Regulagem da temperatura
Para garantir mais segurança para o usuário, o ideal é que o botão de regulagem da temperatura seja mantido sempre na posição intermediária no inverno e mais baixa no verão. Assim, não há queima desnecessária e o uso é mais econômico.

Dica 6 – Mantenha a manutenção do aparelho sempre em dia
Como todo equipamento, os aquecedores carecem de manutenção periódica. Por isso, é imprescindível que seja mantido sempre limpo e regulado. Os especialistas indicam uma revisão anual para que seja avaliada a validade das mangueiras metálicas. Sim, elas têm prazo de validade de cinco anos e precisam ser substituídas para garantir o funcionamento seguro do aparelho. A validade está impressa na própria mangueira.











Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Agenda

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados