Painel de notícias
 
Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019
 
Arthur Benevides, gerente comercial regional de moinhos da M. Dias Branco
Arthur Benevides, gerente comercial regional de moinhos da M. Dias Branco

Inove no Panetone e aqueça as vendas de Natal - 08/11/19

Indique - Contato - Compartilhar:


Por Arthur Benevides*

Com a proximidade dos festejos de final de ano e a receita adicional no orçamento, existe uma forte tendência de diversificação no consumo de alimentos. As padarias oferecem produtos sazonais, buscando atrair uma parcela dessa receita com seus panetones, bolos e pães especiais. E o Natal de 2019 promete! De acordo com pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC), os gastos das famílias brasileiras com a ceia de Natal devem crescer cerca de 4% em relação a 2018. O Panetone, é claro, será um dos alimentos principais da comemoração.

O pão que é símbolo do Natal é uma receita de origem milanesa, criada no Noroeste da Itália e que basicamente leva farinha de trigo, fermento biológico fresco, água e os complementos que a imaginação do padeiro criar, além das tradicionais uvas passas e frutas cristalizadas. Mas o consumidor busca cada vez mais um produto com características diferenciadas para ofertar como presente nas festas e no amigo secreto.

Padeiros e transformadores devem ficar de olho nessas tendências e na qualidade dos ingredientes, especialmente no tipo de farinha, ingrediente responsável pela formação da estrutura da massa. A escolha de uma farinha de trigo com bastante glúten e rica em proteínas fará a diferença na qualidade do produto, que pode ser manuseado de diferentes formas e tempos de fermentação, gerando características específicas.

Além de ingredientes de qualidade, é necessário colocar a criatividade para funcionar. Com a busca constante do consumidor por produtos diferenciados e inovadores, o consumo do tradicional Panetone com uva passas e frutas cristalizadas deu lugar aos trufados, caramelizados, com diversos tipos de chocolates, como o belga, bem-casado, churros, brigadeiro, light, diet e por aí vai. Até o Chocotone, que deu início a essa inovação, teve de se reinventar para atender à demanda do novo consumidor.

Outra grande novidade são os Panetones salgados, largamente ofertados no mercado. Os empreendedores buscam, também, uma oportunidade nessa onda de consumo, fabricando Panetones caseiros com fermentação natural, procurando agregar sabor diferenciado como principal atributo de consumo.

A massa madre, ou fermentação natural, é uma mistura de farinha de trigo e água que permite manter vivos os microrganismos do fermento, por meio de lactobacilos e leveduras presentes naturalmente no ambiente. Atualmente essa técnica está sendo muito procurada, não só por profissionais empreendedores, como por grandes indústrias de panificação, com o objetivo de valorizar o produto, oferecendo característica rústica. A indústria dos Panetones não poderia ficar de fora dessa tendência.

A tradição por meio do alimento e de produtos à base de farinha de trigo não é uma exclusividade do Panetone que brilha nas mesas de Natal. No Brasil, encontramos uma diversidade de sabores de produtos sazonais e regionais. No Sul do País, devido à imigração italiana, o consumo do Panetone se prolonga durante todo o ano. Outro hábito da região, trazido pelos alemães, é o consumo da cuca, uma massa coberta por uma farofa crocante com farinha de trigo, manteiga, ovos e açúcar. E esse quitute tão tradicional também tem recebido inovações, como as cucas salgadas, com frutas, chocolate, coco e por aí vai.

E, independente da região, o maior símbolo dos pães brasileiros e, o que gera o maior fluxo de clientes em qualquer padaria do Brasil, pode ser pedido de várias formas ou apelidos ao redor do país; pão jacó, pão de sal, massa grossa, cacetinho, pão de trigo, carioquinha, pão careca, média, pão d'agua.

Em cada estado, o pão francês tem formatos e texturas diferentes, uma mistura de uma boa farinha de trigo, água, sal e fermento contribuem de forma significativa para a alegria na mesa dos brasileiros.

O que você está esperando então para colocar a mão na massa e criar, a cada dia, um produto com farinha de trigo diferente e inovador, com a cara do seu negócio e que tenha tudo para engordar o caixa?


*Arthur Benevides é gerente comercial regional de moinhos da M. Dias Branco, empresa que produz farinhas de qualidade, como Finna, Isabela e Medalha de Ouro.



Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Envie arquivos
Agenda

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados