Moda infantil
 
Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018
 

Pesquisa revela mudança no comportamento dos pais na hora de escolher a escola dos filhos - 13/06/18

Indique - Contato - Compartilhar:


A crise econômica que atingiu o país nos últimos anos obrigou as famílias brasileiras a modificarem os hábitos de consumo. Essa mudança de comportamento trouxe impactos também para a forma como os pais decidem uma questão bastante importante para o universo familiar: a educação dos filhos. Uma pesquisa do Sistema Positivo de Ensino, realizada em 11 cidades brasileiras, mostrou as tendências de comportamento e consumo quando se trata de pagar por ensino privado para os filhos. O levantamento ajuda a compreender como as famílias escolhem a escola dos filhos em momentos de crise e instabilidade econômica. Os entrevistados têm filhos entre 4 e 17 anos, todos matriculados em escolas particulares.

A pesquisa investigou o perfil das famílias, quais são os principais canais de busca por uma escola, os fatores primordiais da escolha, o período do ano em que a decisão foi tomada e qual é a importância do material didático na decisão. A coordenadora de marketing da Editora Positivo, Priscila Padilha, afirma que os dados mostram pais mais cautelosos em relação a preços e exigentes com a qualidade de ensino. “Essas informações são importantes porque ajudam as escolas a entenderem melhor o seu público e se prepararem para as mudanças. É preciso se adaptar rapidamente às novas realidades econômicas das famílias”, explica Priscila. A principal mudança, segundo ela, é que os pais, que antes escolhiam a escola entre outubro e dezembro do ano anterior, agora estão deixando para escolher poucos dias antes do início das aulas - a maior parte deles (25%) no mês de janeiro.

O levantamento deixa claro também o papel das redes sociais no momento da escolha. Com a facilidade de acesso às informações que as escolas oferecem em suas páginas e perfis sociais, fica mais fácil investigar sobre serviços, valores e a reputação das marcas. O primeiro passo é buscar informações pela internet. O Facebook é a rede social mais utilizada para isso, com 59% dos pais utilizando esse canal para suas pesquisas. “Dessa forma, o consumidor consegue comparar, trocar experiências e se até se transformar em influenciador no processo de escolha de outros pais. É certo que tudo isso conta na tomada de decisão”, destaca Priscila. Cientes disso, escolas investem cada vez mais em presença on-line e campanhas de mídia digital.

Com o aumento da participação feminina no mercado de trabalho e no orçamento doméstico, o poder de decisão da mãe na hora de escolher a escola dos filhos também é cada vez maior. Em 82,5% dos casos, a mãe tem influência nessa escolha, contra 52,7% dos pais. Por fim, entre os fatores decisivos no momento de escolha estão: ensino de qualidade, localização, mensalidade, segurança e bons professores. Tais tendências e comportamento dos pais foram tema de uma das palestras do “Um Dia Positivo”, evento realizado pelo Sistema Positivo de Ensino no Rio de Janeiro, no último dia 11. O encontro reuniu 350 educadores para debater o cenário atual e as possibilidades para o campo da Educação.



Sobre a Editora Positivo

Fundada em 1979, a Editora Positivo tem a missão de construir um mundo melhor por meio da educação. Tendo as boas práticas de ensino como seu DNA, a Editora especializou-se ao longo dos anos e tornou-se referência no segmento educacional, desenvolvendo livros didáticos, literatura infantil e juvenil, sistemas de ensino e dicionários. A Editora Positivo está presente em milhares de escolas públicas e particulares com os seus sistemas de ensino. Amplamente recomendados pela área pedagógica e reconhecidos pelos seus resultados, os sistemas foram criados de modo a atender a realidade de cada unidade escolar. Mais de 800 mil alunos utilizam os sistemas de ensino da Editora Positivo, em escolas públicas e particulares, no Brasil e no Japão.



Sobre o Sistema Positivo de Ensino

É o maior e mais tradicional sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversas disciplinas, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação. Presente em 1.890 escolas e atendendo mais de 500 mil alunos em 950 municípios do território nacional, o Sistema Positivo de Ensino está presente em 105 escolas do Rio de Janeiro, atendendo mais de 25 mil alunos do Estado. Na capital, são 34 escolas conveniadas e mais de 5.700 alunos atendidos.



Entre as escolas conveniadas no Rio de Janeiro, estão:



Escola Domingos Savio - Cabo Frio
Colégio João Paulo II - Campo dos Goytacazes
Centro Educacional Rakel Rechuem - Mesquita
Centro Educacional Betel - Queimados
Centro Educacional Casulo - Rio das Ostras
Colégio Ary Quintella - Rio de Janeiro
Centro Educacional Portugal - Rio de Janeiro
Centro Educacional Triângulo - Rio de Janeiro
Instituto Martin Luther King - São João de Meriti
Instituto Educacional Radeane - Volta Redonda



Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Envie arquivos
Agenda

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados