Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020
 
logo Campanha Todos Contra a Hanseníase
logo Campanha Todos Contra a Hanseníase

Sociedade Brasileira de Hansenologia lança no Pará campanha Janeiro Roxo - Todos Contra a Hanseníase 2020 - 14/01/20

Indique - Contato - Compartilhar:


Evento tem parceria com Prefeitura e Secretaria Municipal de Saúde de Marituba, URE Marcello Candia e Morhan

A URE Marcello Candia (Unidade de Referência em Dermatologia Sanitária), localizada em Marituba, região metropolitana do Belém (PA), recebe, dia 15 de janeiro, às 8h, o evento de abertura da campanha nacional Janeiro Roxo #TodosContraaHanseníase 2020. A unidade ficou conhecida por causa da visita do papa João Paulo II, em 1980.

Janeiro é o mês de conscientização sobre a hanseníase. Em 2016, o Ministério da Saúde oficializou o mês e adotou a cor roxa para ações de conscientização sobre a doença. Desde então, a SBH realiza a campanha nacional “Todos Contra a Hanseníase”, que acontece em todo o Brasil, durante todo o ano, mas reforça ações no mês de janeiro.

O presidente da SBH, médico Claudio Salgado, e a diretora da URE Marcello Candia, Fatima Arraes, farão a abertura do evento em Marituba para profissionais de saúde e autoridades do município e estado. O lançamento da campanha está sendo feito em conjunto com Prefeitura Municipal, Secretaria Municipal de Saúde, URE Marcello Candia e Morhan (Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase).

A hanseníase coloca o Brasil em segundo lugar no ranking dos países com mais casos – ficando atrás da Índia. E a falta de informação – inclusive por parte de profissionais de saúde, alerta a SBH – é mais um dos problemas que dificultam o controle da hanseníase no Brasil. Anualmente, são diagnosticados cerca de 30 mil novos casos no país, número similar aos novos casos diagnosticados, por ano, de HIV e AIDS.

A URE Marcello Candia oferece atendimento especializado e mantém uma unidade de pesquisa em hansenologia. O local foi colônia de internação compulsória para pessoas atingidas pela hanseníase, chegando a abrigar 620 pacientes. Dos anos 1920 até a década de 1960 o Brasil adotou a política de internação compulsória para pessoas atingidas pela doença.

SBH 

A SBH é a entidade que aplica os exames e certifica os médicos hansenologistas no Brasil, tem 71 anos e, além de realizar os maiores eventos sobre o tema no país – o Congresso e o Simpósio Brasileiro de Hansenologia –, promove ações de busca ativa de casos/avaliação de pacientes nas regiões de alta endemicidade e treinamentos para profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde e outros, com objetivo de capacitar equipes de atenção básica para o diagnóstico da hanseníase. Além disso, realiza a campanha nacional “Todos Contra a Hanseníase”, que é permanente e direcionada à população.



Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Agenda

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados