Notícias de eventos culturais, lançamentos etc.
 
Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019
 
...
...

Ensino Médio do Colégio Santa Úrsula recebe o Promove Engenharia Inatel - 16/05/19

Indique - Contato - Compartilhar:


Estudantes do Ensino Médio do Colégio Santa Úrsula, de Ribeirão Preto (SP), receberam, na última quarta-feira (20/03), o projeto Promove Engenharia Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações). A entidade de ensino técnico e superior, cujo foco é na formação em alta tecnologia, está localizada no chamado “Vale do Silício Caipira”, na cidade de Santa Rita do Sapucaí (MG).

Bruna Maíra Fonseca, engenheira formada pelo Inatel, foi quem conduziu a palestra. Ela propôs uma reflexão sobre os desafios que o profissional do futuro enfrentará. Falou sobre as principais tendências tecnológicas e apresentou o universo das Engenharias, grupo de profissões entre as mais promissoras da atualidade.

Para o coordenador Pedagógico do Colégio Santa Úrsula, Fernando Lomas, o Promove Engenharia Inatel possibilitou que os alunos do Ensino Médio se conectassem com as possibilidades profissionais que as Engenharias oferecem. “Principalmente, fez com que eles pensassem mais sobre qual caminho seguir de acordo com as suas aptidões e as tendências do mercado”, disse.

A atividade do dia 20 fez parte de uma programação que acontecerá ao longo de todo ano letivo de 2019 e que tem como proposta o desenvolvimento de um trabalho de orientação vocacional junto aos estudantes. Um dos eventos já agendados é a participação do colégio na “13ª Feira USP e as Profissões”, em 13 e 14 de junho, no campus da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto.

Profissional do futuro

Bruna Fonseca salientou que a Engenharia é uma ciência ampla, que se propõe a solucionar problemas da humanidade. Ela lembrou que há 36 Engenharias reconhecidas pelo MEC (Ministério da Educação).

“São profissões que, com certeza, se expandirão. Para termos uma ideia, para cada 1.000 trabalhadores brasileiros, apenas seis são engenheiros. Nos Estados Unidos, há 20 para cada 1.000. Este dado revela o quanto podemos ainda crescer e como faltam engenheiros no Brasil”, ressaltou.

A engenheira formada pelo Inatel lembrou que esta área do conhecimento contribui, decisivamente, para o desenvolvimento científico e tecnológico da humanidade. Prova disso são as chamadas tecnologias disruptivas, que transformaram as sociedades com Realidade Virtual, impressoras 3D, Inteligência Artificial, Internet das Coisas e a chegada do 5G. A criatividade também foi colocada como uma habilidade essencial para o sucesso do profissional do futuro.



Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Envie arquivos
Agenda

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados