Painel de notícias
 
Início
Tecnologia
Saúde
Negócios
Variedades
 
Contato
Indique
Incluir Notícia
Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
 

Nós ligamos chile: operadoras móveis lançam campanha para a preparação e resposta a desastres naturais - 20/04/17

Indique - Contato - Compartilhar:


A GSMA (a associação global de todo o ecossistema móvel), anunciou hoje que as operadoras móveis Claro, Entel e Movistar assinaram a Carta de Conectividade Humanitária da GSMA como parte da campanha "Nós Ligamos Chile" e do compromisso da indústria com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. O principal objetivo da Carta é fortalecer o acesso à comunicação e informação para as pessoas afetadas por situações de emergência, ajudando a reduzir a perda de vidas e contribuir positivamente para a resposta humanitária. Por meio desta iniciativa conjunta da indústria apoiada pelo Departamento de Telecomunicações do Chile (SUBTEL), as operadoras móveis irão conduzir uma campanha de sensibilização coordenada, usando redes sociais e mídia digital para ajudar a criar uma cultura de prevenção em áreas vulneráveis e fortalecer melhores práticas durante uma crise.

"A colaboração da indústria por meio da campanha "Nós Ligamos Chile" é a primordial para liberar todo o potencial da tecnologia móvel na preparação e resposta a emergências causadas por desastres naturais", disse SebastiánCabello, diretor geral da GSMA América Latina. "Estamos orgulhosos de ver a indústria móvel do Chile participar da rede da Carta de Conectividade Humanitária da GSMA para trabalhar estreitamente com o setor público, mais coordenados e comprometidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas", acrescentou.

A Carta de Conectividade Humanitária descreve princípios de compromissos compartilhados e uma série de ações colaborativas, incluindo:

● Melhorar a coordenação dentro e entre as operadoras móveis antes, durante e após um desastre.

● Escalar e padronizar a preparação e resposta em toda a indústria para permitir uma resposta mais previsível.

● Fortalecer as parcerias entre a indústria móvel, os governos e setor humanitário.


"Como um país, fizemos progressos fundamentais como o Sistema de Alerta de Emergência, SAE, Protocolos de Atuação diante de desastres, além de ações que vão auxiliar vítimas de desastres naturais, mas consideramos este novo compromisso um importante novo passo para a construção de um trabalho público-privado. Desta forma, podemos responder melhor aos chilenos com ações preventivas por meio de nossos canais de comunicação de massa. Na Claro estamos comprometidos com o país e com a campanha Nós Ligamos Chile, vamos continuar trabalhando em planos que permitam reforçar ainda mais as telecomunicações", assegurou Cristian Salgado, diretor de Assuntos Legais e Regulatórios da Claro Chile.
"A Entel nasceu do maior terremoto ocorrido nlo Chile, em 1960, por isso sabemos que viver melhor conectados é particularmente importante em situações de emergência ou desastres. Nesse sentido temos reforçado a autonomia das nossas redes para que, ainda que existam problemas de energia, possamos manter a rede ativa para nossos usuários. Temos geradores portáteis em todas as regiões para fortalecer qualquer problema de energia. Tudo isso somado a ações com os nossos clientes que lhes permitam ficar conectados durante períodos de emergência. Além disso, nós treinamos líderes comunitários em todo o país para que eles saibam como fazer melhor uso das redes nessas situações ", disse Manuel Araya, gerente de Regulamentação e Assuntos Corporativos da Entel.

"Na Movistar temos um firme compromisso com o país e nós sabemos o quanto estar conectado é importante para as pessoas, especialmente em situações de emergência. Portanto, desde o terremoto de 2010, desenvolvemos um Protocolo de Atuação diante de Desastres que ativa uma estratégia completa de recuperação da conectividade nestas situações e também implementa uma série de práticas eficazes e adequadas para o benefício dos usuários afetados", disse Roberto Muñoz, CEO da Movistar Chile.

"Para o Pacto Global das Nações Unidas, a participação do setor privado é fundamental na contribuição para o cumprimento dos ODS. Neste caso, temos um grande exemplo da indústria móvel, que fez um acordo e está empenhada fortemente em contribuir com os objetivos desta agenda global. Estamos orgulhosos, como Pacto Global, que as operadoras móveis do Chile se unam hoje para um atingir objetivo do país, deixando de lado a competição comercial", disse Margarita Ducci, diretora executiva da Rede Pacto Global Chile (ONU).

Sob o compromisso da indústria móvel com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, a campanha "Nós Ligamos" da GSMA é uma iniciativa das operadoras móveis líderes da América Latina que procuram assegurar que cada um de seus usuários desfrute dos benefícios transformadores da tecnologia móvel em um ambiente seguro e confiável. Para atingir esse objetivo, as operadoras decidiram unir forças como indústria e assumir em cada país da região uma série de compromissos em que o celular e as redes móveis possam fornecer soluções para os problemas sociais. A iniciativa foi lançada na Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua e República Dominicana, e continuará sendo implementada por toda a região.

A Carta de Conectividade Humanitária foi lançada no Mobile World Congress 2015 e já tem mais de 108 operadoras móveis signatárias que cobrem mais de 77 países.



Indique esta notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Nome indicado

E-mails dos indicados (separados por vírgulas)

Mensagem (opcional)

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Entre em Contato com o responsável pela notícia:
Seu nome

Seu e-mail

Mensagem

Reproduza na caixa de texto, o código anti-spam abaixo



  
Voltar
Loja online roupas infantis
Agenda

Copyright © 2008 JORNOW. Todos os direitos reservados